EFD-Reinf – 5 coisas que você não pode deixar de saber

Hoje foram alteradas as regras e prazos de apresentação da Escrituração Fiscal Digital de Retenções e Outras Informações (EFD-Reinf).

Em primeiro lugar,  temos a confirmação de que os microempreendedores individuais terão que entregar a EFD-Reinf.

Em segundo lugar, verificamos que as microempresas e empresas de pequeno porte não terão regras diferenciadas, somente redução nas multas.

Em terceiro lugar, temos a definição com clareza das multas que serão aplicadas.

Outra dica é que foi criada uma exceção no cronograma para as empresas que prestam e contratam serviços realizados mediante cessão de mão de obra.

E além disso, temos a adequação dos prazos às obrigações do eSocial.

Portanto, vamos analisar individualmente cada uma destas mudanças nos tópicos a seguir.

 

1 – Microempreendedores individuais terão que entregar EFD-Reinf

Agora foram fixadas as multas para o contribuinte que não entregar a EFD-Reinf ou a entregar com incorreções ou omissões.

Desta forma, no texto em que são tratadas as multas é definido que os Microempreendores Individuais (MEI) terão redução de 90% do valor das multas aplicadas.

Consequentemente, temos a confirmação de que mesmo os Microempreendedores Individuais (MEI) terão que entregar a EFD-Reinf  se atingidos os requisitos de obrigatoriedade.

2 – Condições especiais para microempresas e empresas de pequeno porte

O artigo que dizia que seria publicado ato específico prevendo condições especiais para o cumprimento da obrigação pelas micro e pequenas empresas  foi revogado.

Como resultado, as microempresas e empresas de pequeno porte deverão seguir as mesmas regras previstas para empresas não optantes.

O único tratamento diferenciado foi redução nos valores das multas.

3 – Multas para quem não entregar ou entregar com incorreção ou omissão:

O valor da multa a ser aplicada será de:

  • 2% ao mês incidente sobre o montante dos tributos informados na EFD-Reinf, no caso de falta de entrega ou entrega após o prazo, limitada a 20%;
  • R$ 20,00 para cada grupo de 10 informações incorretas ou omitidas.
Multas entrega EFD-Reinf

Multa mínima:

A multa mínima a ser aplicada será de:

  • R$ 200,00 – no caso de omissão de declaração sem ocorrência de fato gerador;
  • R$ 500,00 – se o sujeito passivo deixar de apresentar a declaração no prazo ou apresentá-la com incorreções ou omissões.

Redução do valor da multa:

A regra geral para a redução do valor da multa é de:

  • 50% quando a declaração for apresentada após o prazo, mas antes de qualquer procedimento de ofício;
  • 25% se houver a apresentação após o prazo, mas até a data fixada da intimação.

Tratamento diferenciado para Microempresas e Empresas de Pequeno Porte:

Empresas enquadradas como ME ou EPP sempre tem vantagens

Em substituição a regra geral de redução do valor da multa, as empresas com enquadramento como Microempresas (ME) e Empresas de Pequeno Porte (EPP) terão as seguintes reduções:

  • 90% para os Microempreendedores Individuais;
  • 50% para as Microempresas e Empresas de Pequeno Porte

Vide nosso artigo sobre 8 dicas infalíveis para continuar no Simples Nacional

4 – Novo cronograma da EFD-Reinf:

Novos prazos EFD-Reinf

 

Competência Início da entrega Grupo Características do grupo
05/2018 01/05/2018 Empresas com faturamento no ano de 2016 acima de R$ 78.000.000,00
01/2019 10/01/2019 Entidades empresariais com faturamento no ano de 2016 de até R$ 78.000.000,00 (setenta e oito milhões) e que não sejam optantes pelo Simples Nacional (optantes em julho de 2018) e também as PJ que prestam e contratam serviços realizados mediante cessão de mão de obra
07/2019 10/07/2019 Formado pelas empresas que não pertencem ao grupo 1, 2 e 4
A ser fixado A ser fixado Formado pelas empresas que não pertencem ao grupo 1, 2 e 4

 

5 – Exceção do cronograma referente ao primeiro grupo:

Tendo em vista a nova redação do inciso II do parágrafo primeiro do artigo segundo da IN RFB n. 1701/2017 pode-se deduzir que as empresas que contratam ou prestam serviços realizados mediante cessão de mão de obra podem entregar a EFD-Reinf a partir de 10/01/2019 e não em maio de 2018.

Vide a redação 

Entretanto, esta é uma interpretação nossa, temos que aguardar um esclarecimento quanto a esta redação que ficou duvidosa.

É muito importante acompanhar a normatização da EFD-Reinf ainda temos muitos pontos obscuros que precisam ser esclarecidos para cumprirmos esta nova obrigação.

Vide nota publicada no Portal do SPED.

Fiquem conosco, acompanhem diariamente nosso site!

Para nossos seguidores do RS estaremos realizando um curso presencial – Bate-papo tributário sobre construção civil – veja mais detalhes.

Até a próxima alteração, acho que a partir de agora devemos ter muitas alterações pela frente…

Cristiane Dreher Müller

Olá! Sou contadora e advogada. Sou diretora do Escritório Dreher Contabilidade e Assessoria. Sou apaixonada pelo que faço! Por essa razão resolvi escrever neste espaço. Tento descomplicar e trazer de uma forma mais leve assuntos da área tributária e trabalhista, dentro do possível, é claro... Tenho sempre uma visão prática como contadora de empresas, que compreende a realidade dos empresários.

Cristiane Dreher Müller has 40 posts and counting. See all posts by Cristiane Dreher Müller

Pin It on Pinterest